0

Resenha: “Mais do que isso”, de Patrick Ness, publicado pela Novo Conceito

Isso é muito Black Mirror
mais-do-que-isso-frente_1.jpg.1000x1353_q85_cropInformações Gerais
Título original: More than this
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581637013
Páginas: 432
Ano (edição): 2017
Autor: Patrick Ness
Nota Skoob: 3.8

Mais do que isso, de Patrick Ness, é, sem dúvida, um livro que divide opiniões. Certamente se ama ou se odeia a obra. O autor lançou mão de escolhas e caminhos que muitos leitores podem não aceitar por serem diferentes e fora da zona do conforto para um gênero como o Young Adult, onde este livro se encaixa. Se você for deste tipo, certamente não vai gostar. Já se você for um leitor aberto a novidades e escolhas que tiram um pouco da tranquilidade, certamente vai gostar de Mais do que isso, que é um senhor livrão – não em tamanho, mas em qualidade. Continuar lendo

Anúncios
0

Resenha: “Silvio Santos – A trajetória do mito”, de Fernando Morgado, publicado pela Matrix

Um pouco superficial, a biografia ajuda a entender um pouco mais do sucesso de Silvio Santos
downloadInformações Gerais
Título original
Editora: Matriz
ISBN: 9788582303153
Páginas: 208
Ano (edição): 2017
Autor: Fernando Morgado
Nota Skoob: 3.9

Não há um brasileiro que não conheça Silvio Santos. Empresário e apresentador de sucesso, tanta exposição o deixa suscetível a diferentes tipos de reações. Há aqueles que o amam e aqueles que o odeiam. Mas, acima de qualquer coisa, como bem diz Fernando Morgado, autor da Biografia A trajetória do mito, é impossível ficar indiferente a ele. Silvio Santos criou um grande poder ao redor de sua imagem ao mesmo tempo que grande parte da vida dele ainda é um mistério. E essa biografia consegue revelar um pouco mais de quem é esse homem vitorioso. Continuar lendo

0

Resenha: “Ninfeias Negras”, de Michel Bussi, publicado pela Arqueiro

Encontrei aquilo que tanto procurava: um romance policial que me surpreendesse de verdade. Super indicado!
downloadInformações Gerais
Título original: Les Nymphéas noirs
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580416329
Páginas: 352
Ano (edição): 2017
Autor: Michel Bussi
Nota Skoob: 4.3

Um livro para ser bom e conquistar o leitor precisa do quê? Que a história seja forte? Que a trama seja original? Que tenha bons diálogos? Bons personagens? Me peguei fazendo esta indagação ao terminar de ler Ninfeias Negras, de Michel Bussi, um livro que, a princípio, parece só mais um em meio a tantos, mas me conquistou de forma intensa e se tornou uma das melhores leituras recentes. Mesmo parecendo um livro comum, ao longo dele Bussi conseguiu reunir ótimos ingredientes, especialmente estes que citei nas perguntas acima. Continuar lendo

0

Resenha: “Mares de Sangue”, de Scott Lynch, publicado pela Arqueiro

Mares de Sangue é chato, mas ainda mostra a mente incrível de Scott Lynch
mares sangueInformações Gerais
Título original: Red seas under Red skies
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580413144
Páginas: 512
Ano (edição): 2014
Autor: Scott Lynch
Nota Skoob: 4.4

Um livro é ruim ou a gente é que cria altas expectativa – seja por comentários de outros ou por um livro anterior a ele – e acaba se frustrando? Me deparei com esta pergunta, novamente, ao fim da leitura de Mares de Sangue, o segundo volume da trilogia Nobres Vigaristas, e que é sequência do ótimo As mentiras de Locke Lamora. Não sei se consigo responder a esta questão. Mas o fato é que Mares de Sangue não chegou nem perto do primeiro, me deixando rapidamente chateado. Continuar lendo

0

Resenha: “As sobreviventes”, de Riley Sager, publicado pela Gutenberg

Um livro que prometeu mais do que cumpriu
1512-20170620111938Informações Gerais
Título original: Final Girls
Editora: Gutenberg
ISBN: 9788582354629
Páginas: 336
Ano (edição): 2014
Autor: Riley Sager
Nota Skoob: 4.0

Não cheguei a fazer as contas, mas talvez um dos gêneros literários que mais li durante o ano tenha sido justamente um dos meus preferidos: o romance policial/suspense. E, como acontece com todo leitor que vai lendo cada vez mais um estilo, ele se torna mais experiente e exigente com algumas coisas. No caso de As sobreviventes, de Riley Sager, eu não optei por lê-lo por conta da sinopse, que nem me motivou tanto, mas sim por alguns comentários positivos. No entanto, talvez a obra seja justamente para o público mais iniciante dentro do gênero do que aquele já mais tarimbado no assunto. Continuar lendo