0

Resenha: “Morte no Nilo”, de Agatha Christie, publicado pela Nova Fronteita

Com bons personagens e boa trama, Morte no Nilo é um dos melhores suspense de Agatha
niloInformações Gerais
Título original: Death on the nile
Editora: Nova Fronteira
ISBN: 9788580413663
Páginas: 256
Ano (edição): 2014
Autor: Agatha Christie
Nota Skoob: 4,2

Mantendo basicamente a mesma estrutura dos demais livros da autora que já li, Morte no Nilo, de Agatha Christie é, também, dentre eles, o melhor que deles. Apesar de eu ter conseguindo desvendar boa parte do mistério logo cedo, é foi neste que ela conseguiu criar uma enorme atmosfera de suspensa com uma trama muito bem entrelaçada que fez o leitor que aqui escreve querer devorar as páginas, confirmando novamente que ela é a dama do crime. Continuar lendo

Anúncios
0

Mais vendidos traz novamente Origem e Extraordinário no topo

Conforme a PublishNews, não houve mudança na Lista Geral de livros mais vendidos, que continua sendo liderada por Dan Brown e o seu Origem (Arqueiro / Sextante), que vendeu 6.157 unidades nessa semana. Extraordinário (Intrínseca), com 5.741, também se manteve onde estava, ocupando a segunda posição, e Crer ou não crer (Planeta), na terceira, com 5.171. Tudo igualzinho ao que vimos na semana passada.

Mais vendidos 1 Continuar lendo

0

Resenha: “O voo da libélula”, de Michel Bussi, publicado pela Arqueiro

Um livro que entregou aquilo que prometeu
O-Voo-da-LibélulaInformações Gerais
Título original: Un avion sans elle
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580413663
Páginas: 400
Ano (edição): 2015
Autor: Michel Bussi
Nota Skoob: 4,1

Utilizando de um artifício muitas vezes criticado, o autor Michel Bussi construiu um livro ao mesmo tempo lento e curioso. Parte dos personagens começa a história já sabendo a resposta que o leitor só vai ter lá na reta final de O voo da libélula. Esse processo até a descoberta, onde o leitor caminha junto com um dos personagens, é alvo das principais críticas em relação ao livro por torná-lo lento e, talvez, um pouco enrolado. Mas não tive essa percepção devido à qualidade que o autor imprimiu em sua narrativa e na própria construção da história, que instiga o leitor a querer saber o que acontece. Continuar lendo