0

Resenha: “A grande ilusão”, de Harlan Coben, publicado pela Arqueiro

Apesar da fórmula parecida, em A grande ilusão Coben conseguiu se renovar e trouxe um livro bastante bom
download

Informações Gerais
Título original: Fool me once
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580417234
Páginas: 304
Ano (edição): 2017
Autor: Harlan Coben
Nota Skoob: 4.4

Em se tratando de romances policiais, Harlan Coben é, atualmente, um dos nomes mais conhecidos e de maior sucesso. No entanto, aquele leitor mais calejado do assunto, ou seja, que tem romance policial/thriller como um dos seus gêneros preferidos, como é o meu caso, e já diversos autores dentro desta linha, reconhece o talento do autor, mas percebe que ele é mais raso e entrega obras menos trabalhadas em seus acabamentos. A maioria dos livros do autor que eu li, gostei, embora foram poucos que achei muito bons. Mas certamente A grande ilusão entra neste seleto grupo. Continuar lendo

Anúncios
0

J.R.R. Tolkien: Uma Biografia é relançado após 26 anos

A HarperCollins lança este mês no Brasil uma nova edição da biografia oficial de J.R.R. Tolkien, uma das figuras mais importantes da literatura mundial. O livro, que estava fora do mercado brasileiro há 26 anos, foi escrito por Humphrey Carpenter, único biografo que entrevistou o autor, conviveu com sua família e teve acesso irrestrito aos seus documentos pessoais.

2 Continuar lendo

0

Resenha:”O pacifista”, de John Boyne, publicado pela Cia das Letras

Um dos melhores livros do John Boyne, sensível e objetivo em seu tema
13155_gg

Informações Gerais
Título original: The absolutist
Editora: Companhia das letras
ISBN: 9788535921939
Páginas: 302
Ano (edição): 2012
Autor: John Boyne
Nota Skoob: 4.4

Gosto de livros que tem seus objetivos claros quando eles para isso se destinam. Diversas vezes me deparo com livros que “querem dizer isso ou aquilo” mas no fim dele a mensagem não ficou clara ou não foi passada da melhor maneira. Com O pacifista, de John Boyne, o que acontece é que ele acerta totalmente no alvo. O livro tem um claro objetivo, já mostrado em sua sinopse, e que se desenvolve do jeito que deveria ser para tratar sobre aquele tema. E o que temos no fim dele é um resultado muito positivo, e isso sem levantar em conta o desenvolvimento literário – ou seja, os acontecimentos, já que é um livro bastante triste e de emoções fortes. Continuar lendo