Os piores de 2016: confira a lista dos livros que não agradaram

Depois de listar os dez melhores livros do ano, chegou a hora de dizer aqueles que foram as decepções. Não quer dizer que sejam ruins, mas pelo menos que não atenderam as minhas expectativas. Nada pessoal ;p Não há ordem, eles serão postados aleatoriamente. No fim, faço três menções especiais a livros que gostei, mas esperava mais.

piores-2016

# The kiss of deception – Mary E. Pearson
Um dos livros mais comemorados do ano, The Kiss foi mesmo uma deception. Desculpa o trocadilho. Mais muito romance bobinho e pouca aventura para quem prometia uma grande fantasia. A premissa é muito bacana. Uma princesa que foge para não casar e o futuro marido e um assassino saem em busca dela. A gente não sabe quem é quem. No entanto, no desenvolvimento não me convenceu. Não vou continuar a série.

kiss-of-deception-capa-final-volume-1-darksidebooks

# Maré Congelada – Megan Rhodes
Quarto livro da série, Maré congelada também é o pior de todos. Nada de interessante acontece, temos personagens mais chatos que de costume, fatos irrelevantes, ação quase zero. Dá sono. Isso com certeza é resultado do esticamento que a série teve, de quatro para seis livros. Espero que nos dois seguintes isso não aconteça.

congelada

# Fúria Vermelha – Pierce Brown
Fui com muita sede ao pote. Tido como uma mistura de distopia com ficção científica, é eleito por muitos um dos melhores livros do gênero da atualidade. Mas para mim, não passou de um Jogos Vorazes misturado com outras distopias e gêneros. Tem um início promissor, mas a sequência se torna uma competição muito parecida com Jogos Vorazes. Dizem que só melhora. Mas ainda não sei se vou ler a sequência. A escrita é boa, mas não chega a se destacar.

Furia-Vermelha-capa-Globo-Livros

# A vida, o universo e tudo mais – Douglas Adams
Não sou fã do Guia do mochileiro das galáxias. Mas confesso que esse terceiro me pareceu confuso e meio que uma mistura de muita coisa. Mesmo pequeno, me perdia na leitura. Não curti.

mochileiro3

# O quarto dia – Sarah Lotz
Da mesma autora e com premissa parecido com Os três, estava curioso para ler o livro de uma das autoras mais polêmicas dos últimos tempos. Mas ele não entregou o que promete. Pelo menos pra mim. Gostei pra caramba de Os três, mas O quarto dia, apesar de ter uma história muito interessante, foi chato em boa parte do tempo.

o-quarto-dia

# A casa assombrada – John Boyne
Talvez esta seja a maior decepção do ano pois se trata de um autor que está entre meus preferidos. Um dos poucos livros fra do universo das guerras ou com pitada de realidade, A casa assombrada decepcionou pois se mostrou pouco assustador e bastante raso. Não convenceu na intenção de entregar um livro pelo menos um pouco tenso.

A_CASA_ASSOMBRADA_1418761916426739SK1418761916B

# Alucinadamente Feliz – Jenny Lawson
Um livro que trata de depressão de um jeito diferente e divertido. Sob esta premissa básica, o livro na verdade é um pouco mais chato do que poderia parecer. A autora relata uma etapa de sua vida e peca pelo exagero em vários momentos. Tanto que várias passagens soam como forçadas. Não me diverti, apesar de achar que é uma leitura que pode somar para um público que se identificar com a autora.

download

Menções à parte:
# A última estrela – Rick Yancey
A quinta onda é uma das minhas trilogias preferidas. Mas o segundo e o terceiro volumes decepcionaram um pouco. Esperava um pouco mais, principalmente de um primeiro livro espetacular. A quinta onda é realmente muito bom. A última estrela teve bons aspectos, mas outras incomodaram. Não me refiro em especial ao desfecho pois achei ele aceitável. Mas do desenvolvimento, algumas coisas ficaram aquém. Uma pena.

estrela

# Cidade dos etéreos – Ransom Riggs
Pra quem leu um Orfanato da Srta Peregrine para Crianças Peculiares repleto de ação, um certo suspense e uma história bem contada, encontrou em Cidade dos etéreos um livro que andou e não chegou a lugar algum. Na verdade, deixou a desejar nos acontecimentos, sendo que a história prometia algo que não aconteceu. A premissa dava uma série de possibilidades, mas achei chato.

cidade-dos-etc3a9reos-o-orfanato-da-srta-peregrine-para-crianc3a7as-peculiares-2

# O último adeus – Cynthia Hand
O livro não é ruim, mas achei que uma história forte com uma tema tão importante se foram subestimados. Contado pela perspectiva de uma adolescente mimada e chata, sentia que faltava mais verdade na escrita. O assunto suicídio é delicado e qualquer deslize é perigoso. Mas neste caso faltou mais profundidade.

o-ultimo-adeus-cynthia-hand-darkside-books-capa-cover-final2.png

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s