Resenha: “A mais pura verdade”, de Dan Gemeinhart, publicado pela Novo Conceito

Apesar de bom, a mais pura verdade sobre o livro é que ele pecou pela pouca profundidade
a-mais-pura-verdade-frente_1.jpg.1000x1353_q85_crop.jpgInformações Gerais
Título original: The honest truth
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581636337
Páginas: 221
Ano: 2015
Autor: Dan Gemeinhart
Nota Skoob: 4,2

Quem nunca se deparou com um problema na vida, um grande problema, e se sentiu encurralado? Decidido a pôr um fim nisso, tomou decisões precipitadas e exageradas, mas sempre como forma também de protesto? A mais pura verdade conta basicamente sobre estas situações, embora a do protagonista seja um pouco mais delicada do que a maioria de nós. Um livro simples mas com uma mensagem profunda, A mais pura verdade pecou exatamente na simplicidade e pouca profundidade. Mas nem assim é um livro que deve deixar de ser lido.

Mark é uma criança doente. Então, ele simplesmente decide fugir de casa porque essa é única saída. Ciente de que poderá morrer, ele quer realizar, sozinho, seu maior e último desejo: escalar uma grande montanha – em plena nevasca. Nesta grande jornada a que Mark se compromete, ele será acompanhado de Beau, um simpático cachorro que vai conquistar todo o leitor. A aventura que se inicia já na primeira página será repleta de lições de moral e de perigos e nós, leitores, vamos acompanhar torcendo por ele e temendo sempre o pior.

Narrado em primeira e terceira pessoa, com capítulos intercalados, A mais pura verdade é um livro despretensioso mas com uma intenção bastante clara. Por que fugir dos problemas e das pessoas? Essa não é a saída. Com uma escrita bastante ok, o primeiro livro de Dan Gemeinhart tem o capítulo principal narrado diretamente por Mark, cujo acompanhamos a jornada, e capítulos intermediários, onde acompanhamos toda a aflição que vivem os pais da criança e a melhor amiga dele, Jessie.

28361a87a0-20140630-094802-pic-445255235-jpg-960x720_q80

O autor Dan Gemeinhart

Em se tratando de personagens, o livro está muito bem servido. O melhor de todos, sem dúvida, é o cachorro Beau. Mas Mark é uma criança bastante simpática e de uma simplicidade e coragem incríveis que conquistam todo o leitor. Nem suas decisões bobas fazem com que o leitor mude a opinião. Pelo menos, não comigo. Jessie, apesar de não recorrente, também ganha a simpatia de quem lê e é a responsável por uma das principais indagações do livro: até que pontos amigos devem guardar segredos?

Os diálogos são naturais, a leitura é ágil e a história conquista de fato. Mas, se o livro acerta de um lado, peca de outro: a história ágil e de poucas páginas poderia ser mais profunda, ganhar mais páginas e conter com um pouco mais de maturidade no desenvolvimento dos acontecimentos. Em alguns momentos as coisas soavam como bobinhas. Alguns fatos que aconteciam com Mark também incomodaram com a facilidade em que ele conseguia se sair bem, mesmo que se desse mal antes. Ah, e também achei desnecessário o protagonista falar em quase toda página “a mais pura verdade”. Sério, Dan, a gente entendeu o nome do livro, não precisava exagerar.

109273

Capa original

A diagramação passa por um cuidado bastante especial por parte da Novo Conceito – o livro é bonito. No entanto, houve problema na revisão e encontrei vários errinhos. Principal objetivo de um livro, A mais pura verdade consegue passar verdade, mas não tanto como eu esperava, justamente por estes problemas mencionados acima. Mas se sobressai por conta da mensagem forte, mesmo contando com um tema té batido: crianças (ou adolescentes) doentes. É um bom livro, que não reinventa a escrita e nem foge do óbvio, mas com boas doses de aventura e reflexão.

Notas 3

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s