Resenha: “Alucinadamente Feliz”, de Jenny Lawson, publicado pela Intrínseca

No intuito de falar de depressão de uma forma diferente, a autora exagera no alucinadamente e deixa o feliz um pouco de lado
downloadInformações Gerais
Título original: The girl on the train
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580579314
Páginas: 352
Ano: 2016
Autor: Jenny Lawson
Nota Skoob: 4,2

Livros que tratem de doenças não são novidade. Mas um que trata disso de forma divertida, é. Alucinadamente Feliz, de Jenny Lawson, é quase uma autobiografia de como a depressão agiu na vida da escritora. Mas ela conta isso de uma forma engraçada. E também exagerada. Não fosse esse pequeno detalhe, e talvez mais alguns que serão mencionando mais adiante, este seria uma grande livro. Mas, de forma, geral, para mim não funcionou tão bem quanto gostaria. Talvez porque, também, apostava alto nele.

Jenny sofre de depressão e, por ser uma autora de sucesso, decidiu escrever sobre o assunto, acima de tudo para por para fora aquilo que sentia e assim não se reprimir ainda mais, mas também para ajudar quem compartilha do mesmo problema. Relatando a vida dela desde que decidiu em aceitar a depressão, mas vivê-la alucinadamente feliz, o livro traz vários episódios do cotidiano dela. A ideia real nasceu a partir de um blog que ela mantinha na internet e que se tornou um grande fenômeno justamente por ela tratar, como a própria capa já diz, de forma engraçada coisas horríveis.

Antes de tudo, não quero ser apontando como alguém insensível por apresentar críticas AO LIVRO, pois, mesmo não tendo passado pelo problema, consigo entender a realidade destas pessoas. Mas é que O LIVRO apresentou alguns probleminhas. Talvez, em suma, houve um exagero de felicidade, ou, mais que isso, uma “forçada” para que ele soasse mais engraçado do que deveria ser. Em outros momentos, Jenny, que tem uma boa escrita, sim, e não é isso que está em discussão, parecia bastante prolixa, passando do ponto durante a narrativa e deixando os relatos um pouco arrastados.

jenny-first-940x705

A autora Jenny Lawson

Por mais chamativa que seja a ideia de você poder acompanhar o cotidiano de uma pessoa que decide assumir esta condição de depressão mas tentar levar a vida pro lado divertido, o exagero dos relatos pecou. Deixou o livro, para mim, com uma impressão um pouco artificial. As histórias contadas eram muito bacanas, um pouco inverossímil, mas era sim possível ver a verdade da escritora ali e a dor que ela sentia em tentar contornar um problema com alegria. A dor era palpável. Mas, talvez, para deixar o livro mais leve e descontraído, sem o peso da dor, ela tenha exagerado ao mostrar a loucura dela.

O que também não gostei, e só posso falar baseado no que li, foi do marido de Jenny. Um homem que pareceu bastante insensível e distante da mulher e de suas dores. Não sei se foi um problema na hora de relatar as situações vividas por ambos nas páginas ou se realmente é uma realidade. Mas ela não parecia incomodada com ele. No entanto, o livro me ganhou nos capítulos mais sérios. Alucinadamente Feliz é narrado por capítulos em que ela relata situações vividas e outros, em que ela fala um pouco da doença. Neste segundo caso, mesmo ela falando da depressão, ela consegue manter um tom mais leve e engraçado, mas sem exagerar, deixando justamente no tom que mais me agradava – engraçado mas não exagerado.

furiously-happy

Capa original

O livro não é ruim, de forma alguma. Ele até se sobressai a muitos outros que têm temática parecida. Muitas ficção são criadas com doenças e problemas como base com o intuito único de vender. Aqui, não. Sabemos que Jenny tem uma intenção muito maior com a publicação que é mostrar para quem sofre do mesmo problema que é possível dar um novo viés à depressão. A capa traz justamente este sentimento de loucura e “volta por cima”. Quando á diagramação e revisão por parte da Intrínseca, nada a reclamar. O livro merece três estrelas.

Notas 3

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s