“O livro das coisas estranhas” será lançado pela Rocco em Outubro

Um dos mais notáveis livros de 2014, de acordo com seleção do The New York Times, O livro das coisas estranhas (The book of strange new things), de Michel Faber, será lançado pela Rocco em Outubro. Com aclamada recepção da crítica estrangeira, o livro reafirma a posição de Faber como um dos mais inovadores e interessantes autores contemporâneos.

cse5sqqw8aa3ked

Entre seus admiradores estão nomes como Yann Martel, Philip Pullman e David Mitchell, que classificou a obra como “inteligente, ambiciosa, divertida, sombria, peculiar” – o melhor título de 2014.

A trama de O livro das coisas estranhas se desenrola num futuro próximo e acompanha o pastor Peter Leigh na missão de catequizar a civilização extraterreste do planeta Oasis, que curiosamente demonstra um apetite por instrução religiosa. Afastado de sua mulher, seu gato, seu mundo, Peter vê sua fé ser testada até o limite, progressivamente se alienando de sua própria espécie. “Faber é exatamente o autor que você quer como guia num planeta desconhecido”, afirma o também escritor Marcel Theroux, que destaca a paciência e o foco de Faber (“como a de um mestre de tai chi chuan”) em seu minucioso trabalho de desdobrar uma premissa talvez comum a ficções científicas, mas que, a crítica destaca, como outros trabalhos do autor, escapa de rótulos. Faber, autodeclarado ateu, proporciona uma “incrível e profundamente tocante” (The Guardian) obra sobre o ser humano e seus questionamentos – amor, separação e a natureza da fé religiosa.

Michel Faber nasceu na Holanda, cresceu na Austrália e atualmente mora na Escócia. Em 2000, lançou seu primeiro livro, Sob a pele – que ganhou uma adaptação cinematográfica estrelada por Scarlett Johansson –, mas foi com seu quarto título, Pétala Escarlate, Flor Branca, que se tornou conhecido internacionalmente. Hoje, seus livros já foram publicados em 35 países e venderam mais de 2 milhões de exemplares.

O livro das coisas estranhas pode ser o último romance do autor, que, em 2014, anunciou que pretendia encerrar sua carreira após a morte de sua mulher, vítima de um câncer, em julho daquele ano. A doença, descoberta anos antes, impactou profundamente o livro: “Eu queria que esta fosse a obra mais triste que já escrevi”, afirma Faber. Agora, em 2016, Faber lançou Undying, livro de poesia sobre seu relacionamento com a esposa e o luto após seu falecimento.

20697435

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s