Arqueiro anuncia livro”Gardens of the moon”, da série “Malazan”

A editora Arqueiro anunciou na tarde desta terça-feira, 30, a aquisição dos direitos da série Malazan Book of the Fallen. O primeiro livro será lançado no ano que vem.

817CteSzxqL

Capa original do liro adquirido pela Arqueiro

Segundo a Arqueiro, depois de pedidos insistentes por parte dos fãs da série, a editora conseguiu os direitos da série de Steven Erikson, e vai lançar o primeiro deles, Gardens of the moon, já no ano que vem, mas sem data revelada. A capa também não foi revelada.

O universo de livros Malazn é escrito por dois autores. Além de Erikson, o outro autor do universo, mas em livros separados, é Ian C. Esslemont. A história gira em torno de impérios em busca de expansão lidando ainda com magia misteriosa.

Segundo o site literário Intocados, a trama do primeiro livro acompanha um grupo de soldados do Império Malazano que estão travando uma guerra de conquista no continente além-mar de Genabackis. Dizimados em circunstâncias muito suspeitas, os Bridgeburners, liderados pelo sargento Whiskeyjack, se veem obrigados a aliar-se a feiticeira Tattersail, também traída, na tentativa de sobreviverem. Mas as coisas não serão tão fáceis, já que, por ordem da Imperatriz, que assumiu o poder de maneira um tanto quanto abrupta (para dizer o mínimo), os Bridgeburners têm um novo Capitão: Ganoes Paran. Mas seria ele um aliado ou alguém posto ali para acabar de uma vez por todas com aqueles que lutaram ao lado do antigo Imperador?

Enquanto isso, na cidade de Darujhistan, última das cidades livres de Genabackis, um grupo de amigos trama uma vingança, sem saber ainda que o resultado de suas ações pode trazer consequências para todo o mundo de Wu. E pairando sobre todos encontra-se Moon’s Spawn, a gigantesca fortaleza flutuante de Anomander Rake, Lorde dos Tiste Andii, portador de Dragnipur (uma das espadas mais interessantes que você irá encontrar em suas leituras) e aliado de Calladan Brood, líder da resistência contra os exércitos de Malaz.

Além disso, os próprios deuses estão envolvidos nessa disputa, cada um favorecendo um lado ou outro, mas todos querendo beneficiar a si próprios. E finalmente, quando um poder antigo tão destruidor acorda e todas as tramas convergem para a cidade de Darujhistan, só o que nos resta a fazer é ficar boquiabertos com o trabalho do autor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s