Resenha: “Outra volta do parafuso”, de Henry James

Eai pessoal! Tudo bem com vocês? Hoje trago aqui no blog a resenha de Outra volta do parafuso, romance clássico escrito por Henry James e publicado pela Abril. Confira!

13816807_1014749975310328_1048637014_n.jpg

A volta do parafuso conta a história da jovem filha de um pároco que, iniciando-se na carreira de professora, aceita mudar-se para a propriedade de Bly, em Essex, arredores de Londres. Seu patrão é tio e tutor de duas crianças, Flora e Miles, cujos pais morreram na Índia, e deseja que a narradora (que não é nomeada) seja a governanta da casa de Bly. Ao chegar a Essex, a jovem logo percebe que duas aparições, atribuídas a antigos criados já mortos, assombram a casa. O triunfo íntimo da protagonista, mais que desvendar o mistério de Bly, consiste em vencer o silêncio imposto pela diferença de condição social entre ela e seus pequenos alunos. Desde que foi publicada, sucessivas gerações de leitores, críticos e artistas têm se inspirado na maestria narrativa desta novela, cuja tradução de Paulo Henriques Britto reconstitui com precisão a elegante contundência do original inglês.

Outra volta do parafuso, é algo bem interessante de se ler, não só por que nos proporciona decorrências instigantes, mas também uma variada abordagem de personagens vs sociedade.

Escrito por Henry James, nos encontramos com uma trama dentro de outra trama. James sabe muito bem trabalhar com seus personagens e dar o enfoque correto aos mesmos. Uma pena demorar tanto para desenvolver seu enredo e torná-lo mais inspirador de se ler.

Com um cenário muito bem preparado e um enredo cabível daquele horror gótico, o escritor nos passa descrições minuciosas e mostra preocupação em passar também todo um lado emocional e psicológico a cerca dos personagens e acontecimentos.

James não se preocupa nas minúcias do detalhamento da identidade de cada personagem, e isso torna sua escrita promissora, ao enfocar justamente nos personagens que realmente fazem a trama andar.

Ao tentar decorrer dos acontecimentos, sua escrita nos traz perspectivas sociais de época, com os contrastes de classes entre os personagens apresentados, enfatizando seus lugares e deveres, deixando nítida suas diferenças.

Ao ler, enxergamos as cenas em uma sépia fosca, trazida pela narrativa leve e detalhada, cuidadosamente aprofundada nos anseios da governanta e suas preocupações para com as crianças que cuida.

Ao preparar o terreno para nós leitores começarmos a receber os mistérios da narrativa o autor talvez tenha se perdido em alguns devaneios desnecessários, o que tornou a leitura um tanto pacata e chata, mas ao se aprofundar nos acontecimentos, somos imersos em um ambiente de tensão e horror.

Pelas características do tema tratado no livro, James poderia ter se aprofundado muito mais e ter tornado a história horrorosamente atrativa, mas pegou bastante leve, o que me deixa insatisfeito, sabendo que poderia ter algo bem melhor tratado e explorado em mãos, em termos de enredo.

Com o decorrer da história os personagens principais vão se estruturando de forma ótima, as crianças vão ganhando uma personalidade misteriosa e extremamente maliciosa enquanto sua governanta vai ganhando um ar encorajador, protetor e audaz, enquanto a Mrs. Grose vai se tornando simploriamente precavida, receosa e cheia de uma leveza terna e carinhosa.

E isso vai se misturando com um enredo um tanto apreensivo, com mistério e aquela busca por solucionar as aparições fantasmagóricas e libertar as crianças da perseguição do além.

Basicamente temos isso, uma governanta totalmente envolvida pelos encantos de doces crianças, que sofrem uma perseguição fantasmagórica, literalmente, e misturado a um cenário de apreensão e dúvidas, a governanta tenta solucionar tal caso, mostrando seu lado  mais servil e apaixonado possível para com as crianças. James nos traz isso bastante explícito.

Porém outra decepção me foi apresentada no final. Não, não foi um final ruim, foi muito bem elaborado e transmitido, apenas ficou ao meu ver, incompleto. Ou seja, não tive minha curiosidade da leitura totalmente saciada, mas acabada prematuramente.

11651013_579332815540866_1846829871_n

Informações Gerais:
Editora: Abril
ISBN:  9788579621130
Páginas: 192
Ano2010
Autor: Henry James

Anúncios

2 comentários sobre “Resenha: “Outra volta do parafuso”, de Henry James

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s